6-Dicas-6 para um vídeo viral

Tornar um vídeo viral é o sonho de qualquer utilizador do Youtube. Damos algumas dicas

Vídeo Viral BY RUDITYAS

Um vídeo viral é aquele que se torna muito visto sem qualquer necessidade de promoções milionárias ou alavancagens pagas. É um vídeo que a própria audiência reconhece como de valor e, assim, o espalha por todo o lado. 

Para um vídeo viral se tornar popular deve ser partilhado até que os dedos de todos os utilizadores reajam com alegria ao que acabaram de ver. Assim, seis dicas:

 

1 SEJA DIRECTO

Nada é mais chato do que aquela pessoa que, ao contar uma história, nunca mais chega à parte principal. Fala, fala, fala e não diz (quase) nada. Quando está para revelar, finalmente, o desfecho, já todos os ouvintes estão a pensar em almoçar ou no próximo jogo da Champions.

O único segredo para um bom discurso em vídeo é ser-se directo e claro. A forma pode variar. Os youtubers mais jovens são histriónicos e dramatizam exageradamente os movimentos. Os comentadores políticos são sóbrios mas em mangas de camisa. O mais importante é que todos, mas todos, rejeitam a “palha” e estão sempre a criar emoção durante o discurso – agarrando assim os internautas e espectadores.

2 SEJA NATURAL

Um segundo erro que impede o vídeo viral é o “faz de conta”. Ao longo dos anos a técnica para demonstrar que se é “natural” tem mudado. Há quem olhe directamente para a câmara, há quem seja filmado a falar para um “entrevistador fantasma”, que nunca aparece no ecrã… Há até quem, para se tornar viral, filme cheio de defeitos, com a câmara a oscilar e o foco a mudar. Todos estas técnicas apenas ajudam vídeos que tenham uma pessoa com grande à-vontade em frente à câmara. Os especialistas de comunicação fazem “media training” com os seus parceiros para que estes aprendam a “naturalidade”.

3 RESPEITE O ESPECTADOR

Não há nada pior do que pensar que se sabe mais do que o espectador. O respeito por quem vê obriga o autor do vídeo viral a ser honesto, humilde, com dúvidas… Isto pode parecer uma “fraca figura”, mas não é. Ao respeitar o público apenas estamos a supor que o espectador tem interesse no tema mas que não é obrigado a saber o que nós sabemos. Por isso devemos transmitir a mensagem da forma mais simples: o velho KISS. Quer isto dizer: “Keep It Simple, Stupid!”, ou “Mantém as Coisas Simples, estúpido”, sendo o estúpido o autor que se arroga a saber mais do que os outros e mostra-o. Não pode.

4 TENHA HUMOR NO VÍDEO

Arranque um sorriso, um “isto não sabia” ou um “olha que engraçado” ao seu espectador. Surpreenda-o e verá que ganha mais amigos. Ter humor NÃO é fazer um vídeo cómico. É ser-se espirituoso no passar da mensagem. Isto cria empatia e aproxima o espectador do autor.  

5 APELE À PARTILHA VIRAL

Para o vídeo ser viral é necessária a parte vídeo… e a parte viral! Esta só se consegue com partilhas e muitas visualizações. Fenómenos destes podem acontecer, raramente, sem um apelo à partilha. No entanto a fidelização de uma audiência é importante para tudo (depois explicamos isto, para a semana). Não se acanhe e explique muito bem aos espectadores como podem “subscrever” e “receber alertas” para os seus conteúdos. Peça sempre, peça bastante. 

6 SEJA REGULAR

Nunca quebre os ritmos de publicação. Se deseja fazer um vídeo por semana PENSE se tem TEMPO para o fazer – além de o preparar e gravar, tem de contar com o tempo para o editar e depois para o espalhar na Internet. Caso não consiga fazer isto, não prometa aos seus espectadores um vídeo semanal. Faça-o quinzenal… ou faça contas! O mesmo se aplica às publicações online de qualquer formato: imagem, texto, etc.

Um vídeo viral é uma preciosidade e um acontecimento. É um fenómeno que deve ser acarinhado e estudado. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.